São Paulo recebe Primeira Semana da Diversidade

A Semana da Diversidade, que acontece pela primeira vez em São Paulo, de 19 a 23 de março, tem como objetivo promover o diálogo sobre aceitação da diversidade étnica, cultural e de gênero. Serão cinco dias de atividades e 50 horas de programação, com palestras, workshops, eventos, performances e ações acontecendo pela cidade. O evento, liderado pela ONG Movimentarte e pelo Projeto Simbiose, abre no dia 19, com o Simpósio Internacional de Síndrome de Down, no Memorial da América Latina, e fecha no dia 23, com uma balada para comemorar a diversidade, que contará com apresentação da ONG Alma de Batera.

Carlotas_CatarseUmas das principais ações deste projeto, o 2° CaminhaDown, acontece no dia 20 (domingo), no Parque do Ibirapuera, das 10h às 14h. O passeio pelo parque para chamar a atenção para as crianças portadores da Síndrome de Down reuniu cerca de cerca de mil pessoas no ano passado. Carlotas, organização social que há dois anos trabalha o olhar para a diversidade e a melhora das relações através do respeito e da empatia terá um espaço no parque para trazer muita arte para esse evento. “Ao contrário do que as pessoas pensam a palavra diversidade não significa apenas diferenças. Diversidade também significa um grupo múltiplo, plural. Deixamos de olhar o “fora do padrão” (diferente) para assumir muitas novas possibilidades.

Apoiamos esta iniciativa porque queremos ajudar as pessoas a olhar os “diferentes” como possibilidade e incluí-los no dia a dia da sociedade”, afirma Carla Douglass, idealizadora e Diretora Artística de Carlotas. Além de Carlotas, o evento conta com parceiros de peso ligados à causa como os Institutos Alana e Olga Kos, a APAE de São Paulo, Atados, ADID a Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência e Mobilidade Reduzida, que entrará com o apoio institucional de todo o evento e a Secretaria Municipal de Cultura.

Faça sua inscrição pelo site: www.caminhadown.com.br.
Para mais detalhes sobre toda a programação acesse: www.semanadadiversidade.com.br

Financiamento coletivo – Para viabilizar o evento, as organizadoras criaram uma campanha de arrecadação coletiva de fundos no site Catarse www.catarse.me/semanadadiversidade. A meta é levantar R$ 30 mil. As contribuições variam de 20 reais a 10 mil reais e as recompensas incluem material da Carlotas, camisetas e até ingressos para a concorrida apresentação do Balé da Cidade.

Sobre Carlotas – Carlotas é um negócio social que usa diversas linguagens artísticas para ampliar o diálogo sobre a diversidade, desenvolver habilidades socioemocionais e transformar as relações humanas através do exercício da empatia. Para saber mais, acesse o portal: www.carlotas.com.br