Ballet após os 20: saúde e futuro profissional

Há quem acredite que dança é algo que você deva começar quando criança, porém com a grande tendência de cada vez mais pessoas buscarem melhora na qualidade de vida, corpo, saúde e mente, a procura por aulas de dança tem aumentado bastante. E por que não realizar o grande sonho de se tornar uma bailarina?

sabrina souzaEspecializada em aulas de ballet adulto, a Professora e Diretora da Ritmo Espaço de Dança, Sabrina de Souza (foto), explica que a busca pelas aulas clássicas existem por diversos motivos, realização de um sonho de infância, qualidade de vida, correção na postura, fortalecimento dos músculos e até mesmo como uma forma de distração.

“O ballet adulto, para as pessoas que passaram dos 20 anos traz inúmeros benefícios, como tonificação da musculatura, posicionamento correto da coluna e melhora na respiração”, comenta.

Sabrina recebe alunas na faixa dos 20 a 50 anos e proporciona aulas para que essas pessoas se sintam a vontade.  “A técnica de ensino é a mesma quando falamos de metodologia, Vaganova, Royal ou a que a escola optar, porém a forma da relação entre aluno e professor é um pouco diferente. Com minha experiência percebo que o ballet iniciado na fase adulta tem uma grande vantagem em relação a quem começa na infância, a consciência corporal é um exemplo, um adulto entende com muito mais facilidade o que a professora ensina”, explica.

2E não pense que a atividade fica só no hobby, é possível sim se formar e seguir carreira na área. “É claro, entrar em uma companhia de dança será muito mais difícil. Mas tenho certeza absoluta que essas bailarinas poderão se especializar em ministrar aulas e serem excelentes professoras, e até mesmo coreógrafas”, finaliza.

Para conhecer mais sobre o método aluno de ballet clássico, acesse: www.ritmoespacodedanca.com.br

Deixe uma resposta