Eu Faço Cultura disponibiliza ingressos para sessão especial em São Paulo

O Eu Faço Cultura, programa que distribui ingressos para pessoas de baixa renda com subsídio total do governo federal, firmou parceria com o projeto Sessão Azul e oferecerá ingressos gratuitos para as sessões que acontecerão em São Paulo no dia 25/11, no Shopping Eldorado e no Shopping Cidade São Paulo. A Sessão Azul consiste em adaptar os cinemas para crianças com distúrbios sensoriais, como aquelas dentro do espectro do autismo. Apesar de serem ocasiões adaptadas, todos os interessados podem participar, incluindo aqueles com mobilidade reduzida.

O Eu Faço Cultura está disponibilizando os ingressos para a Sessão Azul no intuito de levar a democratização do acesso às produções culturais não só às pessoas de baixa renda, como faz há 10 anos, mas também oferecer esse benefício a pessoas com deficiência físicas, sensoriais ou mentais. Com isso, não apenas crianças com distúrbios sensoriais são atendidas, mas também aquelas sem condições financeiras para ir ao cinema. Dessa forma, o programa e a Sessão Azul promovem a inclusão social por meio de atividades culturais.

Serviço:
Data: sábado, 25/11
Horário: 11h00
Locais: Cinemark Shopping Cidade São Paulo (Avenida Paulista, 1230)
Capacidade da Sala: 218 lugares (Sala 2)
Ingressos Disponibilizados: 152 lugares (70% da capacidade da sala)
Cinemark Shopping Eldorado
Capacidade da Sala: 239 lugares (Sala 2)
Ingressos Disponibilizados: 167 lugares (70% da capacidade da sala)

Sobre o Eu Faço Cultura
Com uma proposta inédita no Brasil, o Eu Faço Cultura (www.eufacocultura.com.br) compra ingressos/produtos de produtores culturais ou fornecedores de cultura e os distribui a pessoas de baixa renda com subsídio total do governo federal, por meio da Lei Rouanet. É uma iniciativa da Fenae (www.fenae.org.br) e das APCEFs, com a participação de milhares de empregados da ativa e aposentados da Caixa, e com patrocínio da Caixa Seguradora e da Wiz.

O maior diferencial do programa é a facilidade de participar e a ampla oferta de produtos culturais gratuitos oferecidos. Para quem produz basta cadastrar seu projeto e aguardar a aprovação dos documentos que comprovam a legitimidade e qualidade do seu produto. Os beneficiários só precisam efetuar o cadastro para poder resgatar um par de ingressos por edição. No caso de instituições, destina-se um par de ingressos por aluno/integrante da ONG. Beneficiários do Bolsa Família têm direito a quatro bilhetes por ciclo.

Deixe uma resposta